VideoBar

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Unimog no Catur

24-01-1970.
Um dia dos 365 que compunham o ano de 1970.
Cito este dia,por ter sido um de entre muitos, que ainda hoje recordo como dos mais marcantes da minha passagem (obrigatória)pela guerra colonial Portuguesa.
Às 01 horas deste dia, foi convocado o pelotão de sapadores no qual, eu, como rádio telefonista (sem rádio), por norma fazia parte. A missão era ir rebocar um unimog destruído no dia 23-01-1970 por uma mina anti carro
Não me recordo a que companhia pertenciam os camaradas flagelados por este rebentamento, mas sei que os mesmos iriam tentar destruir uma das bases Frelimo.
Acima digo dia marcante, pois a tarefa foi difícil e demorada.
Chegados ao local, que eu não sei bem o porquê mas chamo de picada dos ananases, içámos o unimog para cima de uma berliet e começámos o tão desejado regresso ao Catur.
Depois de uma descida bem inclinada passámos um pequeno riacho (formado na altura) e esperava-nos logo a seguir uma subida tanto ou mais inclinada que a descida acabada de fazer.
Com  a pouca experiência nestas peripécias eis que cai uma forte trovoada, água com fartura e árvores de algum porte a menos. O calvário intensificou-se, a Berliet não subia e os pequenos arbustos foram arrancados pelo guincho.
Eu, julgo não ter sido o único, contrariando as regras,  meti-me debaixo da berliet com uns morros logo ali em cima de nós. Parecia que tudo queria desabar, o in. não tinha melhores presas, felizmente, eles também estariam abrigados da trovoada e por aí tudo correu bem.
Passado algum tempo o bendito Sol apareceu e lá conseguimos sair daquele inferno.
Não sei quantas horas passámos lá, mas com a secagem da picada até o Céu parecia estar mais perto de nós.
Um azar nunca vêm só, é que por incúria não levámos ração de combate. Quando a fome já apertava, eis que em nosso socorro, veio um pelotão de  MASSANGULO  e a normalidade possível regressou.
O fim da missão só terminou quando pelas 18 horas finalmente cheguei ao Quartel do CATUR.
Não há dois dias iguais este foi apenas mais um com final feliz.
Quimarques

Sem comentários:

Enviar um comentário